Buscar
  • lanafirma

Hipersociedade, você precisa conhecê-la

Hipersociedade, você precisa conhecê-la



A era digital traz mudanças drásticas não apenas para os negócios como também para as pessoas e a própria sociedade.

A maneira como vivemos na era digital possui características distintas da maneira que vivíamos na era analógica.

Conheça um pouco o que conceitua-se como Hipersociedade, a sociedade da era digital.


Características:


Hiperconexão: estamos 100% do tempo online, emitindo e recebendo dados, compartilhando tudo e mais um pouco.

Nunca geramos tanto conteúdo na história.

Na era análogica perguntavámos aos nossos pais como eram nossos avós, bisavós e etc. Para os nativos digitais, tudo isso estará online.


Hiperautomatização: dados geram informação, que se transformam em inteligência.

Através dessa inteligência analisam-se os padrões e criam-se os processos automatizados. Robôs e assistentes virtuais, nossos novos amigos na hipersociedade.


Hipertransparência: a democratizaçao do acesso a informaçao por qualquer pessoa a qualquer momento, faz com os negócios, empresas e sociedade atuem com mais transparência. O mesmo discurso aos clientes precisa estar sendo promovido aos funcionários, o que as pessoas fazem na vida privada, repercute na vida pública/social. Aquela história de ser um em casa e outro no trabalho, esquece...virou passado.


Hiperinformação: acesso a informação, antes custava tempo, dinheiro e nem todos tinham acesso, hoje é commodite. Quer saber como é uma rua na China? Antes você precisava pagar uma passagem e ir até lá, hoje o google te dá fotos, reviews, impressões, indicadores de criminalidade, histórico de clima….tudo isso do seu sofá.


Como vamos diferenciarnos como profissionais?

 

Não vai ser muito pelo que você sabe (nem pelo carimbo da faculdade) mas sim o que você consegue filtrar e gerar de valor com todas essas informações.


Hipersociedades quase exigem um hiperhumano, por isso precisamos evoluir nossa espécie.


conteúdo baseado no livro do autor Alberto Delgado, libro Digitalizate 2016. 

5 vistas0 comentarios