Buscar
  • lanafirma

Sobre Era Digital, liderança e felicidade na firma

Actualizado: abr 13

Sobre Era Digital, liderança e felicidade na firma






Se eu te perguntar: “ quais são as coisas que te fazem mais feliz?”.

Seu trabalho faz parte da resposta?


Ano passado eu queria ser mais feliz no trabalho e fui buscar inspirações.

Depois de mais de 8 anos na área de Recursos Humanos percebi que precisava atualizar minhas “configurações” do que significava ser feliz na firma.

Foi quando minhas pesquisas me levaram a conhecer um modelo de gestão que incentiva os líderes a promover a felicidade no trabalho.

Uma das principais ideias desse modelo é que os líderes são os principais responsáveis por “incentivar uma cultura que possibilite a felicidade no trabalho”.

Esse modelo de gestão é conhecido como Management 3.0.

Mas por que 3.0?

No passado, com a Revolução Industrial as estruturas organizacionais eram organizadas no estilo pirâmide assim como as forças militares. A gestão conduzida através do comando e controle, denominada 1.0.

Mais tarde com o avanço da área da psicologia, surgiu um estilo de gestão que recomendava que o líder exercesse um papel de servidor. Ou seja, ele deveria servir a equipe para que o resultado fosse alcançado, esse modelo é conhecido como Gestão 2.0.

O Management 3.0 foi criado por Jugen Appelo em um livro de 2010 que carrega o mesmo nome. Diz respeito a uma reformulação da gestão, das estruturas organizacionais e de todo ambiente que afeta a cultura da empresa.

É o mindset de gestão utilizado na implementação de equipes geridas através da metologia ágil. E a maneira que muitas empresas encontraram para gerir os desafios da transformação digital.

O conceito vem da ideia que a empresa é um sistema complexo que deve ser gerido como grandes redes de relacionamento.

Para aprender o conceito e exercitar as ferramentas de gestão participei de um workshop de dois dias com a Fabiana Mello, facilitadora do tema.

Compartilho abaixo a explicação dela sobre o Management 3.0:

“Management 3.0 é um movimento de inovação, liderança e gestão que propõe ambientes mais autônomos a partir do compartilhamento das responsabilidades entre o grupo.

É sobre desenvolver um ambiente que todos possam trabalhar juntos para encontrar formas mais eficientes de atingir os objetivos do negócio, enquanto mantem a felicidade do trabalho como uma de suas prioridades.

É sobre estabelecer uma conexão entre seu propósito e o propósito da empresa, que deve estar muito além da geração do lucro.

Temos falado muito sobre a famosa transformação digital, e muitas organizações colocam todo seu foco em como mudar a estratégia de entrega de seus projetos, seu desenho organizacional, mas desprezam o impacto da cultura nesta jornada.

Management 3.0 é uma proposta de olhar para o desenvolvimento de uma nova cultura mais humana e mais consciente.

O mindset se concentra em 6 perspectivas e propõe ferramentas e práticas fáceis de implementar, poderem com alto poder de transformação:

1. Energizar Pessoas

2. Empoderar Times

3. Alinhar Restrições

4. Desenvolver Competências

5. Crescer Estrutura

6. Melhorar Tudo

Ser feliz com que o está fazendo e produzindo, sentir-se reconhecido e valorizado é um dos objetivos deste modo de ver a liderança.

E faz parte do papel do líder apoiar as pessoas para que encontrem o caminho.”

Achei esse conhecimento fascinante, percebi os gatilhos que me traziam felicidade no trabalho e depois disso a inquietação por me atualizar só aumentou (mas isso é história pra outro artigo).

Muito se fala de era digital, e ela me mostra cada dia mais que “assim como os softwares nós também precisamos de versões mais atualizadas”.

4 vistas